Portal RCAAP (Portugal): Recursos nacionais agregados

Reproduzimos a seguir matéria publicada na Newsletter da Universidade do Minho, Portugal

 .  17 de junho de 2021

Direto de Portugal

O Portal RCAAP continua a crescer! Atualmente agrega mais de 700 mil documentos de 300 recursos nacionais165 revistas científicas, 53 repositórios institucionais, 80 instituições através do Repositório Comum, 1 repositório de dados e 1 Portal, a SciELO Portugal. Estes dados justificam, certamente, o reconhecimento e visibilidade que o projeto RCAAP detém, contribuindo em larga escala para a incremento da Ciência Aberta em Portugal e no mundo, ao longo de 12 anos de existência.

O Portal constitui-se como um ponto único de pesquisa, localização e acesso a milhares de documentos de caráter científico e académico e de investigação por parte de empresas da sociedade civil que realizam investigação, o que faz com que a pertinência destes dados só se consiga com a envolvência de todos os intervenientes nos diferentes workflows, quer sejam investigadores, docentes, dirigentes, gestores, técnicos, entre outros. Todos, e a remar na mesma direção, é que contribuem em larga escala para este sucesso que, por sua vez, fazem com que o acesso à informação e ao conhecimento seja de vital importância para o progresso do ensino e da investigação, mas também para o desenvolvimento sustentável da sociedade.

Indiscutivelmente que os repositórios institucionais e as revistas científicas são parte integrante e de relevo do ecossistema de gestão da ciência. “Mais do que a disponibilização em acesso aberto de dados e publicações, a ciência aberta é a disponibilização do processo científico enquanto um todo, reforçando o conceito de responsabilidade social científica. A implementação de uma prática de Ciência Aberta é também geradora de múltiplas oportunidades de inovação. Permite impulsionar o desenvolvimento de novos produtos, serviços, negócios e empresas” (Paulo Lopes, 2021).

Não se esqueça: “Ciência aberta promove mentes abertas e livre acesso ao conhecimento.”