Conteúdo do site
Submenu: Publicações

Boletim Interação – v. 12 n. 5/7 maio/julho 2007

EDITORIAL

O Boletim Interação deste mês traz informações sobre o Seminário de Editores Científico (Ribeirão Preto – SP) e o VII CINFORM (Salvador– BA), que contaram com a participação de profissionais do SIBi/USP.

Apresenta as notícias sobre o Prêmio Paulista da Qualidade, recebido pela Biblioteca da ESALQ/USP e sobre as Edificações tombadas da FSP/USP.

Informamos também, novidades na área de Acessibilidade e mais uma defesa de Tese da equipe do SIBi/USP.

Esclarecemos que por motivo da greve na USP e fechamento do prédio da Antiga Reitoria, este número do Boletim Interação corresponde aos números 5, 6 e 7.

Para divulgar notícias de sua Biblioteca envie um e-mail para

divulgacao@aguia.usp.br.

CURSOS
  • Máster Oficial en Información y DocumentaciónEstão abertas as inscrições para o Mestrado Oficial em Sistemas de Informação Digital, implantado pela Universidade de Salamanca.

    Veja informações no site: http://mastersid.usal.es

 

EVENTOS
    • XIV Jornada de Fonoaudiologia – USP BAURU

No período de 22 a 25 de Agosto de 2007 será realizada a XIV Jornada de Fonoaudiologia em Bauru, em que serão ministrados cursos, mini-cursos, workshops, videoconferências e oficinas nos diferentes campos de atuação fonoaudiológica e áreas afins, contando com a presença de palestrantes nacionais e internacionais.
Maiores informações estão no site: http://www.fob.usp.br/jofa/index.htm

    • 5ª Jornada Norte-Nordeste de Biblioteconomia e Documentação

De 24 a 27 de outubro de 2007, acontecerá em Recife a 5ª Jornada Norte-Nordeste de Biblioteconomia e Documentação.
Tema Central: Bibliotecário e as organizações:
a gestão da informação e do conhecimento para tomada de decisão.
O prazo para submissão de trabalhos foi prorrogado para 30 de julho.
Veja outras informações no site: http://www.apbpe.org.br/v2/jornada5/index.htm

 

DEFESA DE TESES
  • Elisabeth Adriana Dudziak – Bibliotecária EP/USP Título: Lei de Inovação e Pesquisa Acadêmica: o caso PEA
    Orientador: Prof. Dr. Guilherme Ary Plonski
    Unidade: Escola Politécnica da USP. Departamento de Engenharia de Produção
    Em 07 de maio de 2007

    Resumo:
    O objetivo do trabalho foi o de analisar o modelo brasileiro de inovação, buscando estabelecer a ligação entre a teoria, a prática e as intervenções no processo empreendidas pelo poder público, a partir das políticas adotadas. Da relação dialética entre a teoria de C,T&I e as práticas acadêmicas de pesquisa, pretende-se aprofundar os conhecimentos acerca da coerência ou não entre o modelo pretendido (teoria/abstração subjacente à política) e o modelo apropriado pela comunidade científica (teoria/abstração subjacente às práticas de pesquisa acadêmica). Em termos operacionais, a abordagem teórica (perspectiva analítica) do tema desenha-se sobre os paradigmas da ciência, tecnologia e inovação: linear, sistêmico e complexo. O foco normativo recai sobre o marco legal da Lei de Inovação n. 10.973 e os possíveis impactos de sua adoção no meio acadêmico. Interessa-nos principalmente examinar o eixo de flexibilização das atividades dos pesquisadores, mobilidade e relações de trabalho nas universidades públicas. Do ponto de vista da práxis acadêmica, elegeu-se como objeto de estudo o Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas (PEA) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Neste sentido, a partir da pesquisa de campo, foram analisados os condicionantes institucionais relativos à USP e a organização do trabalho de pesquisa. No estudo de caso buscou-se estabelecer a visão de mundo dos pesquisadores, modelos mentais e objetivos de pesquisa que deles derivam. A partir daí estabeleceram-se as relações entre prática, teoria, e políticas. Na fronteira teórica mundial relativa à C,T&I há indícios de instauração do paradigma complexo, no qual a sustentabilidade, a inovação sustentável e a inteligência distribuída têm papel preponderante. As políticas públicas brasileiras relativas à C,T&I evidenciam alinhamento ao paradigma sistêmico, com foco em P&D nas empresas. Do ponto de vista institucional, pode-se afirmar que está em curso na USP um processo de transição conduzido principalmente no meso-nível dos processos administrativos. Com referência à práxis acadêmica de pesquisa observada no PEA, há indícios de transição ao paradigma complexo. Conclui-se que no momento não há evolução harmoniosa dos sistemas de C,T&I devido à falta de alinhamento entre teoria, prática e políticas.

 

Rodapé do site

Rua da Praça do Relógio, 109 - Bloco L – Térreo - 05.508-900 - Cidade Universitária, São Paulo, SP
(011) 3091-4195 / (011) 3091-1547 | atendimento@aguia.usp.br

© 2015 - 2020 AGUIA - Todos os direitos reservados | Apoio: Apoio Fapesp